Advogada lembra o aumento do abandono de idosos na pandemia


Os casos de violência contra os idosos foram tema de entrevista do Programa “Linha Direta” desta segunda-feira, dia 07. A Vice-Presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa da OAB Sergipe, Maria da Glória Chagas Ramos falou sobre essa temática que é o foco do “Junho Violeta”, evento que é ministrado pela Ordem dos Advogados do Brasil.


Segundo a líder da comissão, o projeto serve para a luta de enfrentamento a violência contra a pessoa idosa. “Se já tínhamos um grande numero de denuncias de idosos sendo violentados, aumentou ainda mais na pandemia. É sobre isso que queremos discutir na próxima terça-feira, dia 15 de junho, em evento no Youtube da OAB Sergipe”, declarou Dra. Maria da Glória.


A representante da Ordem dos Advogados lembrou que, por conta da questão do isolamento social, muitos justificam o abandono de pais ou avós. “A terceira idade realmente é grupo de risco, mas isso não justifica que eu deixe o idoso isolado e sozinho. Alias, apesar de não parecer, o abandono é sim uma forma de violência. Com todos os cuidados podemos estar próximos a ele”, destacou.


Além da questão do abandono, a violência física e ameaças sobre a vida financeira dos idosos também estão entre os tipos de violência que aumentaram na pandemia. “Tem muito jovem querendo sacar o dinheiro, pois os mais velhos não podem sair de casa e ai muitos acabam perdendo parte da aposentadoria. Isso precisa ser denunciado. A omissão também é crime”, comentou a advogada.


Questionada sobre penalidades, Dra. Glória disse que, de uns tempos para cá, vem aumentando a pena de quem comete violência contra a pessoa idosa. “Graças a Deus a punição agora é mais forte. Quem cometer o crime pode pegar uma pena de até 5 anos de prisão. Que todos fiquem conscientes sobre isso. Precisamos de mais jovens conscientes de que devem respeitar os mais velhos e que eles, no futuro, também serão idosos também”, lembrou a representante da OAB.


Ao final, ela lembrou dos canais de denúncia. O telefone da Delegacia de Grupos Vulneráveis é 3205-9400. O contato do Ministério Público Estadual é 3209-3400. “Denúncias também podem ser feitas via 190 da Policia Militar e 181 que é o Disque Denúncia da Polícia Civil. Que mais pessoas possam combater este crime que é a violência contra pessoas idosas”, finalizou Dra. Maria da Glória.


Portal C8 Notícias

Foto: OAB/SE