30 mil pessoas já se vacinaram contra a Influenza em Sergipe


Na última segunda-feira, dia 04, Sergipe deu início a Campanha Nacional Contra a Influenza. Durante a primeira semana houve uma baixa procura pela vacinação. Até a ultima contagem, pouco mais de 30 mil pessoas compareceram às Unidades Básicas de Saúde dos municípios sergipanos para receber o imunizante.


A primeira semana da campanha corresponde a primeira fase, que contempla os idosos de 60 anos e trabalhadores da saúde. A vacinação para esse grupo será finalizada no dia 02 de maio, para dar início a segunda fase.


A Saúde do Estado reforça sobre a importância da campanha. A vacinação contra a Influenza já é realizada durante esse período do ano por causa da sazonalidade da doença. Há uma tendência no aumento de casos por causa da maior circulação do vírus durante o outono e inverno. Os profissionais da saúde dizem que, por mais que a gripe pareça ser simples, a doença pode trazer várias complicações e levar a óbito.


De acordo com a Gerente de Imunização da Secretaria de Saúde, Sândala Teles, faz esse reforço a população, o período de chuvas se aproxima e com ele os vírus relacionados à Influenza. “Quanto mais cedo os grupos prioritários procurarem a unidade de saúde para serem vacinados, mais cedo estaremos imunizados. Sendo assim, antecipem a vacina, não deixem para ir ao final do período da campanha. Assim, poderemos diminuir a circulação destes vírus. Quando as pessoas estão vacinadas a transmissão cai, por isso, é importante que elas tenham consciência de que são muitos vírus gripais e a vacina atua naqueles que estão em maior circulação no país”, finaliza.


A segunda fase iniciará no dia 03 de maio e segue até o dia 03 de junho. Essa será destinada às crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes e puérperas, indígenas, professores, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, forças de segurança e salvamento e forças armadas, caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade. O “Dia D” de mobilização nacional está previsto para o dia 30 de abril.



Portal C8 Notícias

Foto: Valter Sobrinho/SES