“É plano fazer concurso para instituição”, diz Defensor Público Geral


O Defensor Público Geral reeleito, Léo Neto, falou na manhã desta sexta-feira no “Linha Direta” sobre seus projetos e ações para os próximos dois anos. Ele foi eleito por unanimidade, inclusive sem a formação da lista tríplice.

Leó Neto começou a entrevista comentando sobre as atividades desenvolvidas pela Defensoria durante a pandemia. "O órgão vem atuando de forma remota pelos canais da internet e pelo telefone.  É feita a triagem desse atendimento para cada especialidade existente" informou o defensor.

Ele lembrou que, apesar do distanciamento social, a Defensoria fez diversas recomendações e ações civis públicas para garantir o direito coletivo. “Não paramos um só instante. É claro, tomamos nossas medidas de segurança, mas a Defensoria Púiblca semrpe está do lado do cidadão”, destacou Leó Neto.

Segundo o Defensor Geral foram ajuizadas nesse período ações contra operadores de telefonia e de planos de saúde para garantir o pleno fornecimento dos servidos oferecidos. Outras ações foram contra a prefeitura de Aracaju para garantir apoio aos moradores de rua afetados pela pandemia, contra a energisa, entre outros casos. “Apesar das restrições, a população teve ao lado a Defensoria para servir de apoio”, lembrou.

 Léo Neto destacou ainda a lei que garantiu a autonomia da defensoria pública, através da lei de 2010, garantindo orçamento próprio e dando agilidade as ações administrava a instituição. “Isso nos dá um ritmo de trabalho mais intenso”, destacou.

Falta defensores

Com relação ao déficit de defensores nas cidades do interior do estado, o Defensor Geral disse que o quadro é antigo. “São cerca de 100 profissionais, muito pouco para a demanda em Sergipe. A ampliação da Defensoria para todos os municípios é uma necessidade, mas essa ampliação esbarra no aumento do orçamento que é oriundo do repasse do Governo do Estado”, pontuou

Leó Neto destacou que já há um déficit de pelo menos 50 profissionais. “Já temos um projeto para realizar concurso. É plano de muito tempo. No entanto, a abertura de concurso, por enquanto, se limita a substituição daqueles que se aposentam”, concluiu o Defensor Geral.

A defensoria Pública de Sergipe pode ser acessada pelo www.defensoria.se.gov.br ou pelos telefones 3205-3700 ou 3205 - 3800.

Por Ceiça Dias